Tudo começa com as crianças: energia solar para estudar à noite

O facto mais fascinante nas crianças é a sua inocência e honestidade. Independentemente do sítio onde vivem, a sua condição económica, o seu apelido ou o seu aspeto. Se perguntarmos o que querem ser quando forem grandes, receberemos um conjunto vasto de respostas: querem ser médicos, professores, músicos, eletricistas, motoristas, super-heróis… E a lista continua. Uma coisa é certa: todos eles têm grandes sonhos e aspirações.

As crianças em Sidonge não são diferentes. Apesar do facto de viverem em pequenas casas de palha e terra, mal iluminadas, não terem sapatos nos seus pés, vestirem calções com buracos, não terem luxos como água corrente ou micro-ondas, sabem que um dia quando acabarem a sua educação escolar ainda podem ir atrás dos seus sonhos: ser médicos, professores, músicos, eletricistas e  motoristas.

Como todas as outras crianças, elas têm amigos e adoram brincar. Sabem que a escola é importante e apesar das suas mentes também vaguearem durante as aulas, sabem que têm de estudar muito para passar nos exames e alcançar os seus sonhos. Estas crianças têm outras tarefas para fazer, desde cuidar das vacas e cabras durante a noite, cuidar dos mais pequenos enquanto o jantar é preparado e fazer os trabalhos de casa antes de dormir, correndo o risco de enfrentar a ira dos professores se não os fizerem.

Esta noite, ao ler o seu livro favorito ou uma revista, pense sobre isto: a milhares de quilómetros de distância, algures numa área rural, está uma criança como a Lucy (na figura acima) a tentar fazer os seus trabalhos de casa com a ajuda da luz fraca de uma lâmpada de querosene. Ter uma educação com qualidade é um fator preponderante na determinação do futuro socioeconómico de qualquer criança. A falta de iluminação adequada para estudar à noite é uma limitação grave que afeta negativamente o seu futuro.


Nesta noite em particular, em Sidonge, à medida que o sol se estava a pôr e os trabalhos de instalação do RVE estavam a chegar ao fim, parámos por um momento para observar estas crianças. Sentadas, a conversar e a rir, sobre os postes de madeira que vão dar suporte à energia solar para as suas casas, estavam literalmente sentados sobre o seu futuro! Não podíamos deixar de sorrir… Estamos a mudar a vida (rural) destas crianças para sempre 🙂

Nyamolo Abagi

Leave a Comment

Kudura chega finalmente a Sidonge UNEP "Sustainable Innovation Expo" / GMEF 2012
Top